quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Classificação do Moto vai muito além somente da "ajuda" financeira



O Moto Club encara na noite desta quinta-feira o CRB de olho na fase de grupos da Copa do Nordeste. O Papão venceu o primeiro confronto entre as equipes pelo placar de 2 a 1. Sendo assim, o time maranhense precisa apenas de um empate para avançar. 

Muito se fala que avançar na Copa do Nordeste será importante devido a questão financeira devido a participação do clube no Nordestão. De fato! Não há de se duvidar que o dinheiro é muito, mais muito importante para as pretensões Motenses. Isso não se discute. Ainda mais nesse momento que o time está vivendo. Porém, temos que levar em consideração que isso não é o ponto mais importante para a classificação do time maranhense. É preciso levar em consideração também a relevância da disputa da competição. É muito importante o Moto Club voltar a disputar a Copa do Nordeste. Para um time que sonha em voltar a um protagonismo, disputar o Nordestão é muito importante. E para voltar a ser protagonista, o Moto precisa voltar a se colocar no cenário e a Copa do Nordeste é um bom caminho para que isso volte a acontecer. 

Portanto, a "ajuda" financeira que a disputa da Copa do Nordeste pode propiciar para o Moto é extremamente relevante, mas não deve ser o único objetivo. Existem outros aspectos que são tão importantes quanto a parte financeira. Como diz o ditado: uma coisa puxa a outra. Para voltar ao protagonismo, é preciso ter também o dinheiro. Mas sem o protagonismo, o dinheiro não vem. 


domingo, 31 de outubro de 2021

Independente de sua classificação, Moto escreve belo roteiro e está mais fortalecido

Foto: Hiago Fotografia

A imagem reflete bem o sentimento do torcedor Motense durante toda a sua participação na fase eliminatória da Copa do Nordeste. Desde o seu primeiro jogo na competição o time vem se superando a cada novo jogo.

Na primeira partida contra o Retrô, os bastidores do time estavam bem aquecidos. Vale destacar que até o seu então presidente, Natanael Júnior, deixou o comando do clube no dia do jogo decisivo. Além disso, existia uma grande indefinição até mesmo se o time entraria em campo. Neste contexto, o time venceu o bem estruturado time pernambucano com contornos de dramaticidade. O placar foi 3 a 2 com o goleiro Motense, João Paulo, defendendo até pênalti. Para o segundo jogo, os bastidores seguiam aquecidos. O técnico do clube na época, Zé Augusto, entregou o comando técnico do time no mesmo dia da classificação Motense. Marcinho Guerreiro assume o time com a missão de seguir sonhando com a classificação para a fase de grupos do Nordestão. Desta vez o Rubro-Negro da Fabril iria encarar um velho e indigesto adversário, o América de Natal. A equipe havia eliminado o Moto na série D nacional. Pois bem, jogando fora de casa, o Moto conseguiu mais uma heroica classificação com gol no fim e cobranças de pênaltis. Por fim, para seguir escrevendo esse belo roteiro, o Moto Club venceu o CRB na primeira partida da última fase eliminatória da Copa do Nordeste. O roteiro não poderia ser diferente, com gol no fim e mais emoção. 

Enfim, no próximo dia 16, o Moto jogará a sua sorte na Copa do Nordeste contra um adversário bem difícil. Não será nada fácil, mas tenho a certeza que o torcedor Motense está muito mais esperançoso com uma possível classificação. E exatamente nesse ponto que o time parece que está muito mais fortalecido. Todo esse roteiro de classificação que envolve muita emoção e com cargas de drama, envolveu e estreitou a relação da torcida com o time nesse momento delicado. É notório como o torcedor está orgulhoso do que o time tem feito. Claro, a classificação é muito importante, mas acho que o sentimento criado nesses jogos é de se destacar. O Moto sairá, classificado ou não, fortalecido junto ao seu torcedor. Disso eu não tenho dúvida!
 

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Ulisses é o jogador maranhense de maior destaque da última década

 


Foto: Hiago



Começo esse texto fazendo um questionamento: nos últimos dez anos quem foi o jogador nascido no estado com maior destaque no futebol maranhense? Para mim, indiscutivelmente foi Ulisses com a camisa do Cordino. Talvez o jogador seja até o melhor atleta maranhense dessa última década, nesse caso tecnicamente falando,m as isso fica para uma outra discussão. 

São vários os motivos que me fazem a acreditar que o atacante teve o maior destaque do nosso futebol nos últimos anos. O jogador colocou o time do interior do estado em outro patamar e levou a Onça a um protagonismo no futebol maranhense. Com Ulisses, o Cordino chegou a ser vice-campeão maranhense e disputou a Copa do Brasil, Brasileiro série D e Copa do Nordeste (fase eliminatória). Podemos ainda destacar outros pontos. Ulisses foi por três temporadas artilheiro do campeonato maranhense (2012-2016-2017). Como último feito, o atacante foi o responsável pelo gol que ajudou no retorno do time do interior do estado à elite do Campeonato Maranhense. 

Com todo o seu destaque, Ulisses chegou a ter oportunidades em jogar nos grandes do estado, como Moto e Sampaio. Porém, não conseguiu ter o mesmo sucesso com a camisa da Onça. Esse reconhecimento dos times grandes do estado, só reforça o quanto o jogador teve destaque nos últimos anos no futebol maranhense. 

Enfim, o jogador está em uma prateleira importante da história do futebol maranhense por tudo o que fez nos últimos anos. Daqui a vinte, trinta, quarenta anos será impossível falar no time da cidade de Barra do Corda e não citar o que Ulisses fez. Portanto, com toda essa força e destaque no time do interior do estado, será também impossível não citar o nome de Ulisses na história do futebol maranhense.    


sábado, 23 de outubro de 2021

O MAC é gigante, mas o momento agora é de reflexão

Foto: Assessoria Mac

Na tarde deste sábado, o Maranhão Atlético Clube empatou com o Cordino pela segunda divisão do Campeonato Maranhense pelo placar de 1 a 1. Com o resultado, o Quadricolor do Parque Valério Monteiro permanecerá por mais um ano na segundinha estadual. Essa será a terceira vez que time disputará a competição e a segunda de forma consecutiva. 

O momento do time é extremamente delicado. Em alguns momentos, até piores do que o atual, cogitou-se até mesmo o time não mais disputar qualquer tipo de competição. Mesmo assim, o time se manteve lutando e o que é o certo. Porém, esse talvez seja um dos capítulos mas tristes da bela história do Demolidor de Cartazes. O time não conseguiu o seu maior objetivo no ano, o de voltar à elite do Campeonato Maranhense. Tenho certeza que o amante do futebol maranhense, assim como eu sou, está muito triste com essa situação. Acredito que o momento não seja para baixar a cabeça. Penso que nesse momento é preciso fazer uma grande e profunda reflexão para fazer o Maranhão forte. Essa reflexão se faz necessária para o time trilhar, traçar e alcançar os seus objetivos como um time grande que é. O Maranhão é uma grande instituição do nosso futebol e não merece passar por isso. Mas a realidade é essa. É preciso entender esse momento para passar por ele. Pensar nos mínimos detalhes para alcançar o maior objetivo, tornar novamente o time um grande protagonista do nosso futebol. 

Como amante do futebol só desejo dias melhores ao Macão Machão da Ilha. Chegou a hora de mostrar que é o verdadeiro Demolidor de Cartazes e vencer talvez o maior adversário, esse triste momento de sua história.

Avante, Macão!
Berra forte Bode!





 

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Moto chega mais forte para mais uma mata-mata

Foto: Hiago Ferreira

No próximo domingo, o Moto Club volta a campo para mais um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro da Série D. O time encara o América - RN pela fase de oitavas-de-final da competição. O primeiro jogo acontece na Arena das Dunas, ou seja, a partida será fora de casa. 

Antes do confronto diante do Castanhal, muito se falou com relação a força do time Motense devido o adversário ter feito a melhor campanha na primeira fase. Talvez isso tenha servido de estímulo e incentivo para o elenco do Rubro-Negro Fabrilense. Especulou-se muito se o Moto passaria pelo tão temido Castanhal. Mas dentro de campo a situação foi bem diferente do que muitos tentaram prever. O Moto foi o senhor das ações e passou com muita autoridade pelo time do Pará. Jogou bem e se impôs nos dois jogos do mata-mata. Boa dinâmica, variação de jogadas, movimentação e inteligência foram algumas das características do time nos jogos. Foi muito bom de se ver.

Sendo assim, o Moto se fortaleceu muito. Para aqueles que ainda duvidavam e tinham o pé atrás, foi um balde de água fria. O time maranhense saiu fortalecido e mostrou que está forte rumo a busca pelo acesso. Não  será fácil,  mas o Moto mostrou que não é impossível e que dar para chegar. Para isso, manter o bom nível técnico e o bom comportamento dentro de campo será fundamental para essa caminhada.